QUEM SOMOS E O QUE QUEREMOS

Somos eleitores interessados no bem estar de Saquarema, de seus habitantes e visitantes. Não prestigiamos apenas uma minoria que vive sugando nossa cidade e patrocinando o desperdício do dinheiro público. Não somos oposição ou partidários, somos sim, a voz da grande maioria desfavorecida, sem conhecimento das leis de sua própria cidade oprimida pela política pública local. Nossa existência se dá pela omissão daqueles que deveriam cuidar de nós, população saquaremense. Infelizmente, temos pouquíssimas ações para elogiar, mas sempre que houver faremos. Se você assim como nós também ama Saquarema, então discuta, questione, exija que cumpram com suas obrigações e garantam nossos direitos. Nosso maior objetivo é esclarecer e instruir os cidadãos saquaremenses dos direitos e deveres estabelecidos na Lei Orgânica Municipal e que constantemente não são cumpridos. Agindo assim, quem sabe se num futuro próximo realmente teremos uma prefeitura com"TRABALHO E RESPEITO". Saibam, sempre que quiserem, este site poderá ser sua voz em Saquarema, participe!

terça-feira, 27 de março de 2012

POLICLÍNICA, A AMOSTRA GRÁTIS DO INFERNO!


         A saúde de Saquarema esta incontestavelmente UM FRACASSO. O programa do Governo Federal de tratamento dentário gratuito denominado BRASIL SORRIDENTE não consegue atender a demanda da cidade, mas essa falha pelo que fomos informados é um problema do próprio programa. As pessoas que ali procuram assistência dentária no pronto atendimento o máximo que encontram é um dentista para olhar seus dentes, por que nem o aparelho de RX esta funcionando! Nesta segunda feira, dia 26, nem mesmo material para extração dentária tinha,  SÓ QUE O PRONTO ATENDIMENTO É DA PREFEITURA E NÃO TEM A DESCULPA DE FALHAR POR CONTA DE UM PROGRAMA EXTERNO? 


video

      Já hoje, dia 27, uma situação horrível marcou a todos que ali estavam, um senhor que se encontrava  desde cedo guardando sua vez na fila para poder marcar médico, aproximadamente por volta das 13hr caiu quase que desmaiado no chão da Policlínica. Ele estava lá a mais de 05 horas, e mesmo permanecendo caído no chão, o que foi falado por funcionários da Policlínica as pessoas que pediam ajuda "ERA QUE NÃO TINHA MÉDICO PARA ATENDÊ-LO", uma enfermeira então,  foi quem se prontificou a ver o que estava acontecendo e a acudir aquele  senhor. 
      Todos sabem o transtorno que  sempre foi para marcar um médico seja na Policlínica ou em qualquer outro posto de saúde do município. Que a única garantia que se tem de conseguir marcar é dormindo na fila, ao relento (isso sem falar nos vários nomes antecipadamente anotados na planilha). A fila só mudou de horário, o inferno continua o mesmo. Tudo isso só serve para reafirmar a incompetência e a incapacidade da administração. 
                    
(Este vídeo foi feito por uma pessoa que também estava na fila da Policlínica).        

domingo, 25 de março de 2012

FALTA DE MANUTENÇÃO EM ALTA EM ITAUNA




           Mais uma vez o blog SAQUAREMA REAL vem em nome da população denunciar a falta de manutenção e abandono que acontece continuamente em nossa cidade. Este poste de iluminação pública fica em frente ao Restaurante Garota de Itaúna, em Itaúna, no canteiro que divide a rua e demarca o estacionamento público.  O poste esta cada dia mais tombado, a ponta esta totalmente deteriorada com ferros e fios expostos. O local é frequentado por moradores e turistas e muitos estão assutados e com medo que ocorra um acidente, o qual  não poderá ser chamado de "fatalidade" pelos responsáveis, pois a denúncia esta feita! Aguardamos assim, que os responsáveis cumpram com sua obrigação, isto é, garantam o bem estar da população.

POPULAÇÃO QUESTIONA OBRA NA BARRINHA




         Na última sexta-feira, dia 23, após uma semana de denúncias e reivindicações feitas por moradores e ambientalistas  através da internet e da imprensa questionando sobre a maneira como estão sendo realizadas a obra na Barrinha, a prefeitura e o Inea não tiveram como se furtarem a dar explicações e marcaram uma reunião sob o argumento de que "ouviriam a comunidade". A Prefeita mandou como seu representante o Secretário de Meio Ambiente, Gilmar Magalhães e o superintendente regional do Inea o senhor Tulio Vagner,  ambos admitiram que a dragagem não é uma solução a longo prazo (e salientou ainda o secretário que  em três meses uma nova dragagem terá que ser feita novamente),  que a solução real para o canal da Barrinha é a construção do molhe de pedras (obra que já fora realizada anteriormente e por questões eleitoreiras não foi devidamente concluída, ao contrário disto, inauguraram um terço da obra que deveriam ter feita). Também foi questionado pela população sobre o lançamento da água e da areia na praia e se ambos não estariam contaminados. Além de a areia esta voltando para dentro da Barrinha e do mar compromete totalmente o resultado da obra. O então secretário, se comprometeu a tentar encontrar uma solução para o lugar onde depositarem a areia, contudo, nenhum deles deram uma resposta plausíva para a questão da real possibilidade da contaminação tanto da areia como da água. O senhor Tulio Vagner também colocou que iria rever o projeto e que esta pronto a receber da população idéias para um melhor resultado. Foi perguntado ao secretário do "por que" da areia não ser lançada diretamente em auto-mar, mas o mesmo declarou que "não te dinheiro pra isso", o que todos riram. Também compareceram ao local o presidente da Colônia dos Pescadores Mateus com alguns pescadores, ambos demasiadamente alterados, lançando palavras ao vento tumultuando o encontro, gritando e provocando os que ali estavam reunidos com a simples intenção de requerem uma solução definitiva para os problemas da lagoa. 
             A lagoa não é propriedade de pescadores,  Inea, governos sejam, municipal, estadual ou federal, ELA É UM BEM COMUM DE TODOS, garantido na Constituição Federal do Brasil, a diferença entre a população e os demais que ali estavam, é que eles tem a OBRIGAÇÃO DIRETA de preservarem saudáveis as águas, o solo, a fauna e a flora do local. Não podemos admitir que usem dinheiro público em uma obra que só dará resultados para alguns e por pouquíssimo tempo, o resultados tem que alcançar a todos inclusive a natureza que é a principal prejudicada. O uso do dinheiro público tem que partir de um PROJETO, e não aleatoriamente, pois seguramente que se tivessem feito um estudo para a realização da obra certo que o dinheiro para a obra teria vindo, afinal, o que não falta no país é "DINHEIRO PÚBLICO". 
       Esperamos que os pescadores reconheçam a legitimidade do questionamento da população, pois ela  favorecerá primeiramente a eles, que como disseram, "vivem da pesca", queremos que possam transitarem com seus barcos sem correrem risco ao entrarem e saírem da Barrinha, e que barcos de médio porte também transitem no local, e não tenham que serem levados para outras cidades, afinal, Saquarema cresceu em torno da pesca e não da política! 

quinta-feira, 22 de março de 2012

A LAGOA DEPENDE DE TODOS NÓS!!!!!








   
       
                A muito que a população de Saquarema espera pela realização correta da barra franca, o que mais uma vez parece que não irá acontecer! Uma obra orçada em quase um milhão e meio de reais,  assinada por engenheiros, pelo INEA, Secretaria de Meio Ambiente, Vereadores, Prefeita, Consórcio Lago São João,  Ongs e Entidades Municipais,  isto é, por todos que deveriam ter cuidado para garantir a idoneidade e clareza da obra, não achou-se no meio de tantos "capacitados" um com dignidade de denunciar as irregularidades e absurdos que estão sendo cometidos na atual obra, fatos que só vieram a público devido a inúmeras manifestações feitas por pessoas no mínimo consideradas comuns. 
        Nas fotos abaixo podemos observar claramente o que era a praia e o que é atualmente, e pior é ver essas pessoas ditas "autoridades  no assunto" dizendo que a obra esta totalmente correta, que não houve ou há crimes ambientais sendo cometidos, e ainda, conforme mostrado a matéria do Jornal Inter TV (21/03/12) que a solução real e definitiva para a lagoa é a correção do molhe de pedras, e não da manira que está sendo feita, afirmou o Superintendente Regional do Inea, Tulio Wagner, então perguntamos, "POR QUE NÃO FAZER A OBRA CORRETA"? Como os órgão responsáveis permitiram uma obra dessas? E QUEM IRÁ RESTITUIR O DINHEIRO GASTO ERRONEAMENTE ATÉ AQUI? E como restituir os prejuízos ambientais cometidos? 

Foto feita alguns dias antes do início da obra










            Diante de tudo que tem sido exposto, CONVOCAMOS A TODA POPULAÇÃO A COMPARECER AMANHÃ, DIA 23 DE MARÇO, ÀS 09hr, para uma AUDIÊNCIA COM O INEA e no SABADO, DIA 24 DE MARÇO, ÀS 09hr, ambas na  Barrinha, para MANIFESTAÇÃO A FAVOR DA LAGOA. 

quarta-feira, 21 de março de 2012

LAGOA DA PONTE DO JIRÁU PEDE SOCORRO








                Esta é a Lagoa da Ponte do Jiráu. Área muito frequentada por moradores e principalmente por turistas e visitantes que optam pelo local devido as águas calmas, mais quente do que a do mar, seja para banho, ou para pesca. Ali as crianças entram nas águas com maior tranquilidade e liberdade, mas olha como os frequentadores da lagoa  são recebidos, e ainda mais uma coisa, a área não é coberta por salva-vidas, onde está a Prefeitura? Manutenção também não faz parte da Administração Pública, pois a obra ali anteriormente realizada não fora feita com dinheiro público? E a Secretaria de Meio Ambiente, não deveria estar zelando pela lagoa que é um bem comum a todos? O  nosso dinheiro não é capim para usarem ao bel prazer da Administração Pública que vive fazendo obra sem um projeto correto e depois dá nisso, como mostram as fotos. Também tem os quiosques no local, o esgoto deles, para onde esta indo? Aquela calçada não caiu de repente, foi deteriorando aos poucos, até chegar ao que esta. Esperamos que resolvam o problema logo, não esperem o verão na expectativa de que os turistas vejam obras e pensem que Saquarema tem Prefeitura, antes favoreça o bem estar do povo, pois é para isso que elegemos os denominados "Representantes do Povo". " A PREFEITURA PARA POUCOS e não para todos". 

AMPLA OU PREFEITURA, QUEM É A RESPONSÁVEL?

 
 














                     Mais uma vez o Saquarema Real vem denunciar o descaso por nossa Cidade. São vários os bairros onde tanto os postes como a fiação estão cobertos por mato, postes uns caindo, outros sem lâmpadas a meses e isso não esta ocorrendo só nas áreas mais afastadas como a Estrada do Aterrado, nos bairros de Água Branca, Sampaio Correa, Ipitangas, Vilatur, em Jaconé, todas as três entradas não tem qualquer iluminação pública. Também estão assim postes e fiação na Rodovia Amaral Peixoto, Morro da Cruz, praticamente todo o município, e como a responsabilidade é tanto da Ampla como da Prefeitura, mas como sempre "ninguém sabia", ou um passa o problema para o outro sem resolver, o blog facilitou o trabalho para vocês apontando vária áreas onde os "senhores" podem começar a trabalhar! 

sexta-feira, 9 de março de 2012

MEDITEM NESSAS PALAVRAS!!!

"porque o Reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo"
Rm 14:17

Em homenagem a Igreja Pentecostal Ministério do Lar no COMUM.

A "PREFEITURA PARA TODOS" ABANDONA O BAIRRO DO COMUM







 
          Para quem não conhece, esta é a principal via de acesso do bairro COMUM, próximo a Vilatur, e são nessas péssimas condições que todas as pessoas que ali moram ou passam enfrentam todos os dias do ano, seja com sol ou com chuva, seja criança, idoso, jovem, de carro, moto, bicicleta ou a pé, abandonados pelo Poder Público. A rua em questão é de barro e quando chove é um verdadeiro desafio transitar por ela. Certo trecho de morro, o mesmo fica tão escorregadio que uma moradora abre sua casa para que as pessoas passem por dentro do seu quintal por não haver qualquer condição de subir ou descer o mesmo. Lá não existe transporte público, iluminação pública e as pessoas são obrigadas a andarem no escuro, sem calçadas, além do mato que cresce em várias partes da rua, situações que só servem para aumentar o risco que correm os que dali dependem para ir e vir.
           A luta para melhorar as condições da rua é uma luta antiga, pois vários moradores já reclamaram, até  nós, do SAQUAREMA REAL também já estivemos na Prefeitura solicitando a iluminação pública sem  êxito algum, chegamos a nos disponibilizar a comprar todos os "braços de luz" e mesmo assim nada conseguimos, a única coisa que recebemos foi um "empurra da qui para ali" sem sucesso!
         Esperamos com essa matéria que as autoridades competentes do nosso município atentem para este bairro tão sofrido e lembre-se que ali moram pessoas que merecem toda atenção e respeito em qualquer tempo não somente nas eleições.

quinta-feira, 1 de março de 2012

O abandono do bairro São Geraldo

Clique nas fotos para ampliar os detalhes



 


 
     



       



                 Essas fotos são do bairro São Geraldo, e estas imagens retratam bem a realidade da maioria dos bairros de Saquarema, confirmam o abandono e o descaso com a população saquaremense. O valão e a quadra de esportes fotografados ficam entre duas escolas, uma municipal e outra particular, a casa da cultura municipal, além das casas e comércios locais e estão nesse estado já a alguns anos, sem que qualquer coisa fosse feita no intuito de mudar a situação. Como se conviver com um valão correndo esgoto a céu aberto não fosse o suficiente este é um bairro com alto índice de alagamentos o que agrava ainda mais o problema, porém não podemos esquecer que também é causa da grande concentração de mosquitos e de ratos na região. Tudo isso já seria o bastante, contudo não podemos descartar que o trânsito de crianças no local fica totalmente ameaçado por não ter como usarem as calçadas e são obrigadas a arriscarem suas vidas transitando pelas ruas. E quanto ao parquinho, mais parece um "cemitério de brinquedos", que a só tem serventia para os cachorros descartarem sua fezes!
           Pedimos a Prefeita Franciane que atente para os problemas do bairro SÃO GERALDO, mas que traga soluções reais e definitivas, pois no Brasil são inúmeras pessoas que morrem todos os dias por falta de saneamento básico, ainda mais que a saúde municipal não é grande coisa, prevenir é melhor do que remediar!